A ideia principal dessao processo de Internacionalização é a de “conectar pessoas e romper fronteiras”. Durante muito tempo, essas fronteiras foram definidas como sendo aquelas que dividem países. Hoje, no entanto, concebemos o desbravar de fronteiras locais (ou regionais), que podem ser rompidas considerando nosso Brasil, daí a MOBILIDADE ACADÊMICA.

É com vistas a estes dois alcances (local e global) que o Eniac iniciou, no final de 2018, um programa de Internacionalização que busca contribuir para que nossos alunos, professores e colaboradores se tornem competentes cidadãos do mundo. 

Esse processo teve início com a adesão ao Consórcio U.Experience, um consórcio recém formado. Ele nasce com a intenção de ser um Escritório Internacional compartilhado.  Vale ressaltar que é fruto da experiência internacional de sucesso do Grupo UNIS, uma entidade de Ensino Superior, sem fins lucrativos, localizada em Varginha, interior de Minas Gerais. Assim, como membros deste consórcio, nos beneficiamos de suas/nossas parcerias e recebemos assessoramento para nossas iniciativas internas.

O primeiro trimestre deste ano (2019) foi espaço para que a U.Experience realizasse um diagnóstico de nossa “potencialidade internacional”, ele traz uma série de informações. Chama atenção, no entanto, apenas para o que respondem nossos alunos e professores sobre essa iniciativa. 92,5% dos alunos respondentes afirmam que “é importante a IES ter ações internacionais”. Nossos professores, por sua vez, afirmam que “o diferencial competitivo é a principal razão para se internacionalizar”.

Saiba mais

Por: Renato Silva

Publicado em: 14 de agosto de 2019

Categorias: Faculdade, Institucional, Notícias.