Voluntários da Grande SP produzem e doam máscaras para profissionais da saúde

Proteção é produzida por alunos da faculdade de Guarulhos.

 

Alunos de uma faculdade de Guarulhos, na Grande São Paulo, produzem e doam escudos faciais para profissionais da saúde. A proteção é deve ser usada como máscara para dar ainda mais segurança aos médicos e enfermeiros.

O professor de engenharia Sebastião Garcia Júnior estava inquieto sem saber como contribuir para ajudar os profissionais de saúde durante a crise do coronavírus. Ele decidiu juntar uma das turmas da faculdade e produzir escudos faciais nos laboratórios do Centro Universitário Eniac . “Ficou evidente a necessidade, por conta dessa pandemia, de poder ajudar de alguma forma, né. E ajudar de fato. Fazer algo efetivo. Não só olhar e deixar passar.”

É uma linha de montagem que começa com o recorde de grandes placas de acetato. Tudo à mão, com estilete. Elas precisam caber em um espaço da máquina de corte a laser – que vai desenhando a proteção com exatidão e rapidez. O processo dura pouco mais de um minuto.

Na sequência, as peças vão para outra parte da montagem: um mesão onde se juntam e viram o protetor.

Os 18 alunos envolvidos no projeto revezam-se em turnos. O primeiro grupo trabalha das 8h às 13h e o segundo grupo assume até o fim da tarde.

Escudos faciais produzidos e doados por alunos de faculdade de Guarulhos — Foto: Reprodução/TV Globo

FACULDADE DE GUARULHOS

  • Quer ajudar? Acesse innovation.org.br ou entre em contato para doar matéria prima: 11 99312-5080 (WhatsApp)

 

Acesse a matéria completa no portal do G1, pelo link abaixo:

https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2020/04/01/voluntarios-da-grande-sp-produzem-e-doam-mascaras-para-profissionais-da-saude.ghtml

 

Por: Gabriel Duarte

Publicado em: 1 de abril de 2020

Categorias: CITIG, Colégio, Comunicados, Faculdade, Institucional, Notícias.