Recentemente, na primeira semana de março, uma declaração do presidente da Amazon no Brasil, em entrevista ao jornal Estado de S. Paulo, chamou-me a atenção. De acordo com Alex Szapiro, chefe da gigante tecnológica em nosso país, há uma enorme dificuldade em encontrar mão de obra qualificada no território nacional. “Temos 200 vagas em aberto”, disse o executivo.

É uma reclamação preocupante, tendo em vista que somos quase 210 milhões de pessoas, das quais, cerca de 12 milhões estão desempregadas.

Como educador, lamento o desabafo de Szapiro. Porém, por outro lado, sinto muito orgulho da minha trajetória e do papel desempenhado pelo Eniac em mais de três décadas de atuação. Afinal, dediquei quase toda a minha vida à educação de qualidade, à capacitação profissional e, principalmente, à aplicação de situações reais do mercado de trabalho durante as aulas.

Este é o norte do Sistema de Ensino Dual do Eniac, que alia teoria e prática, preparando o aluno para os verdadeiros desafios do mundo corporativo, com base nas demandas específicas de empresas parceiras, moldando funcionários de acordo com o que a marca deseja para suprir suas necessidades.

Consolidado em países desenvolvidos, como Alemanha, Áustria e Suíça, o sistema não é tão conhecido e aplicado no Brasil. No entanto, o Eniac disponibiliza essa ferramenta aos seus estudantes em Guarulhos.

E os resultados deste método são nítidos. Muitos dos nossos alunos conseguem empregos antes mesmo de terminarem o curso, como é o caso de Rafaela Arlinda, supervisora comercial da Ritacco Seguros. Ela cursa Engenharia de Produção no Eniac e deve se formar em 2022, mas já trabalha em uma grande empresa.

“O Sistema de Ensino Dual está sendo muito importante para a minha carreira. Comecei na empresa, como estagiária, e já tinha a oportunidade de desenvolver algumas competências adquiridas por meio do meu curso. Hoje, em um cargo de liderança, não só desenvolvo na prática o que aprendi, como tenho a oportunidade de participar das reuniões estratégicas da Ritacco e levar ideias que, muitas vezes, são discutidas em sala de aula”, disse a jovem Rafaela, de apenas 24 anos.

Outro exemplo de sucesso do Sistema de Ensino Dual é a consultora comercial sênior Jéssica Matos, de 19 anos, que também trabalha na Ritacco Seguros. Por dois anos, ela fez o curso de Gestão Financeira na nossa instituição.

Após concluir os estudos em dezembro, Jéssica pretende realizar mais duas graduações. “É possível aplicar o conteúdo de sala no dia a dia. Comecei o estágio sem nenhuma experiência. A empresa foi me capacitando para eu chegar onde estou. Houve uma troca fundamental de experiências para elaborar planos de negócios, estratégias de vendas e investimentos, além de participar de tomadas de decisão na empresa. Hoje, atuo no cargo de consultora comercial sênior. Foi um grande desafio, mas com a ajuda do Eniac e da empresa, que acompanhou todo o processo de pertinho, consegui concluir o curso com eficiência. Gostaria que mais pessoas tivessem essa oportunidade”, relatou Jéssica.

Como podem ver, o Sistema de Ensino Dual é uma eficiente porta de entrada para o mercado de trabalho. E o Eniac fornece a chave certa para você abri-la!

Renato Silva

Por: Renato Silva

Publicado em: 13 de março de 2020

Categorias: Colégio, Faculdade, Notícias.