Sou professor há algumas décadas e um dos fundadores do ENIAC. Fiz da educação a minha vida e, justamente por isso, sei bem que dentro de uma sala de aula, os estudantes, obviamente, aprendem com os docentes. E se espelham neles. Mas nós também absorvemos muito conhecimento com os alunos. Afirmo isto porque, recentemente, em um depoimento bastante lúcido sobre a importância do cursinho pré-vestibular social do ENIAC, a agora universitária Isabely de Almeida Evaristo, nossa ex-aluna, citou o grande jornalista e escritor norte-americano, Sydney J. Harris (1917-1986). “O objetivo geral da educação é transformar espelhos em janelas”, disse Isabely ao parafrasear Harris.

E ela continuou: “Em minha concepção, esta frase é muito poderosa. Visto que estes ‘espelhos’ podem ser uma representação de todo o conhecimento compartilhado entre nós, enquanto indivíduos na sociedade, e que sempre devemos almejar e ter esperança em reverter esses ‘reflexos’ em janelas, ou seja, em novas oportunidades para que outras pessoas tenham acesso àquilo que aprendemos”.

Isabely não poderia ter sido mais precisa ao interpretar Harris e traduzir em poucas palavras o poder da educação, ainda mais em um país tão desigual como o Brasil. Por esta razão, o ENIAC “abre janelas” e amplia possibilidades para estudantes com poucos recursos financeiros, sem condições de pagar por um cursinho com mensalidade elevada ou uma universidade particular.

A própria Isabely é uma prova viva disso. Ao entrar no cursinho social do ENIAC preparatório para vestibular, ela aproveitou a “janela aberta” para adquirir conhecimento com os nossos mestres e ser a primeira pessoa de sua família a ingressar na Universidade de São Paulo (USP), uma das instituições públicas mais concorridas do mundo, no curso de Lazer e Turismo.

Outro exemplo bem-sucedido desta “transformação de espelhos em janelas” feita por meio do nosso projeto, que democratiza a educação aos jovens carentes de Guarulhos e região, é Isabella Lima da Silva, que atualmente cursa Engenharia Têxtil na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Antes do cursinho do ENIAC, a própria jovem se definia como uma pessoa que “muitas vezes acordava sem esperanças e desacreditada”. Depois de muitos sábados de estudo, ela ingressou em uma universidade pública e virou inspiração a outros estudantes que também buscam um novo caminho por meio da educação. “Nunca desistam dos seus sonhos, amados. Tudo tem seu tempo. Basta acreditar”, aconselhou a futura engenheira.

Já César Henrique Thomaz de Lima, outro ex-aluno nosso, sempre sonhou em ser físico. No entanto, ele não encontrava nenhuma universidade particular que oferecesse o curso presencial na área. “Graças aos professores e à coordenação do ENIAC, consegui passar em uma instituição pública para estudar o que sempre quis”, celebrou.

Após o sucesso em 2019, comprovado pelos depoimentos dos estudantes, o ENIAC disponibiliza novamente um curso preparatório para vestibular neste ano. O projeto manterá o seu caráter social, com valores acessíveis a quem mais precisa – mensalidades a R$ 149 no ENIAC Centro e R$ 99 no ENIAC Bonsucesso. Além disto, o aluno que indicar um amigo, ganhará 50% de desconto na mensalidade.

Haverá, ainda, provas para bolsas a alunos de escolas públicas parceiras. As inscrições, com vagas limitadas, devem ser feitas pelo link: http://inscricoes.eniac.com.br/login/25.

Renato Silva

Por: Renato Silva

Publicado em: 13 de março de 2020

Categorias: Colégio, Faculdade, Notícias.