Exercícios de “musculação” ocular melhoram

qualidade de vida

Várias clínicas oftalmológicas têm se pronunciado, via matérias de divulgação ou mesmo em textos clínicos especializados, sua preocupação com o aumento de casos de visão embaçada ou embaralhada, e outros problemas oculares. 

Segundo especialistas, a causa principal é a alta exposição, cada vez maior e mais frequente às telas: celulares, computadores, tablets, tv, etc…tão usadas nos últimos anos.

Este problema oftálmico afeta não só adultos, ou pessoas mais velhas, como também incide em jovens e até em crianças menores de 10 (dez) anos.

Minha intenção aqui não é referendar ou detalhar pesquisas a esse respeito, e menos ainda, fazer julgamentos ou avaliações sobre este comportamento – já habitual nestes dias em que estamos tão mergulhados na tecnologia.

Para quê Educação Visual?

A partir do momento que comecei a ter problemas visuais comecei, também, a pesquisar como poderia tratá-los ou, pelo menos, diminuir os efeitos negativos dos sintomas.

Depois de passar por consultas – e foram várias – com profissionais da área, a informação mais importante é que nossos globos oculares são “sustentados” por seis músculos principais. Músculos, sim, você leu certo! e, igual aos demais do nosso corpo, necessitam de exercícios, de “musculação” para se manterem aptos para desempenhar sua função. 

Os músculos oculares podem se tornar flácidos – igual um elástico laceado quando fica velho e gasto – ou tensionados, quando expostos a excessos de preocupação, nervosismo, ansiedade, enfim, estados que causam estresseE será que isso só acontece comigo? ou você, também, passa por situações assim?

Então, é bom saber que onde existe flacidez, existe um outro músculo tenso, como um fenômeno de compensação, princípio válido para toda nossa estrutura muscular. 

Aí é que surge a necessidade de exercícios. “Academia neles”, me disse um oftalmologista. São movimentos muito simples que você pode fazer em qualquer hora e que podem prevenir problemas mais sérios no futuro, já que, irremediavelmente, estamos expostos a tantas horas diante de telas. E que, ao que tudo indica, um hábito que não vai ter volta, parece irreversível, certo?

Veja aqui os benefícios dos exercícios

Um exercício básico é piscar! Sim, não ria, é isso mesmo! O tempo que ficamos olhando fixamente, olhos abertos, provoca ressecamento do globo e o movimento de abre e fecha ( melhor ainda quando de forma alternada – abre o direito e fecha o esquerdo, e depois troca, sem tensionar  o rosto) promove a lubrificação de todo globo ocular.

Em seguida, olhar de forma bem focada, para bem longe de onde você está, procurar locais/paisagens o mais longe que seus olhos alcancem, e depois para bem perto, repetidas vezes; isso exercita o músculo que controla a adaptação visual a diferentes distâncias – nossa capacidade de visão tridimensional. Atualmente, estamos muito viciados a olhar só para o que está a nossa volta. E é por isso que faz tão bem quando vamos para a praia, olhar o horizonte no mar, ou para um local muito aberto, onde podemos ver montanhas, ou a linha do horizonte, ao longe. 

Outro exercício bom para distensionamento ocular é o “palming” onde você coloca as mãos espalmadas sobre os olhos, em forma de conchinhas, para não pressionar o globo ocular e mantém os dedos bem fechados para evitar entrada de qualquer luz. Manter essa posição, com os olhos bem relaxados, por 3 a 5 minutos, provoca um bem estar que você, logo em seguida, vai sentir os efeitos benéficos. É só uma questão de experimentar!

Bom para quem tem ‘visão’

Enfim, existem muitos outros exercícios – só procurar via telas – que podem evitar problemas do tipo astigmatismo, miopia e outros tão sérios quanto, ou, até mesmo para quem já usa óculos. Pelo menos, é o que apregoam os defensores desses métodos. E antes de qualquer coisa, a ‘musculação ocular’ melhora, no mínimo, nossa acuidade visual, e consequente qualidade de vida.  

No ambiente em que muitos de nós estamos inseridos, onde grande parte do tempo trabalhamos diante de telas, indispensável darmos um “descanso” para nossos preciosos olhos, responsáveis, em grande parte, pelo nosso equilíbrio vital.

Esses exercícios são ferramentas simples onde a disciplina é requisito essencial ( como quase sempre, né?). A boa notícia é que desde o início do século passado já existiam especialistas pesquisando a visão e a possibilidade, por meio de várias práticas, de dispensar até o uso dos óculos!

Crer para ver!! 

 

Capa: Agência de Comunicação Eniac Premium

Por: Miriam Barcellos

Publicado em: 16 de julho de 2019

Categorias: Colégio, Educação, Faculdade, Saúde
Tags: .